Qualcomm vai promover aulas de tecnologia em escolas públicas de SP

A novidade foi anunciada há pouco, mas a parceria começou a ser testada em 2018. Na época, 10 escolas foram escolhidas para oferecer o programa Robolab e cerca de 500 alunos puderam aproveitar das aulas de robótica.

O Projeto Inova Educação será oferecido em 3,8 mil escolas públicas ao redor de São Paulo. Serão ministradas aulas semanais de Letramento Digital, Pensamento Computacional e Tecnologias Digitais da Informação e Comunicação.

Reprodução

Augusto Corrêa, diretor executivo do Grupo + Unidos, explica: "Queremos que os jovens de hoje se tornem, num futuro breve, cidadãos capacitados e principais personagens de seu próprio desenvolvimento. Entendemos que a tecnologia tem papel fundamental neste intento, ao proporcionar acesso a novos conhecimentos, carreiras e possibilidades".

O projeto entra nas grades do 6º ano do nível fundamental até o 3º ano do nível médio. As escolas selecionadas ganharão melhor infraestrutura e equipamento adequado. Até agora, 100 mil professores realizarm o curso de formação inicial para ministrar aulas de tecnologia.

 

O teste realizado em 2018 mostrou que o engajamento dos estudantes com a escola cresceu de 26% para 79%. Dessa forma, o Projeto Inova Educação pretende criar desafios e aumentar a educação sobre tecnologia no Brasil.

"A introdução de aulas de tecnologia e robótica para os alunos da rede pública é um importante fator de desenvolvimento das competências do século XXI para os jovens brasileiros, que irão se tornar protagonistas de um mundo cada vez mais conectado e digital. Por meio da Qualcomm Foundation, estamos felizes por dar suporte ao programa Inova Educação, um projeto de grande escala e que trará certamente impacto muito positivo para os alunos da rede estadual”, afirma Rafael Steinhauser, presidente da Qualcomm na América Latina.

Enjoyed this article? Stay informed by joining our newsletter!

Comments

You must be logged in to post a comment.

About Author

Sou apenas um sonhador